Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Últimas notícias > MTur e interlocutores estaduais debatem formas de ampliar cooperação
Início do conteúdo da página
Institucional

MTur e interlocutores estaduais debatem formas de ampliar cooperação

Representantes do ministério apresentam oportunidades geradas a partir da inclusão de municípios no Mapa do Turismo Brasileiro

  • Publicado: Sexta, 19 de Maio de 2017, 11h42
  • Última atualização em Sexta, 19 de Maio de 2017, 12h04

Por André Martins


Crédito: Gustavo Messina/ MTur

As iniciativas de apoio do Ministério do Turismo a municípios do Mapa do Turismo Brasileiro foram o principal assunto da 27ª Reunião dos Interlocutores Estaduais do Programa de Regionalização do Turismo, promovida pelo Pasta nesta quinta-feira (18), em Brasília. Representantes do Departamento de Ordenamento do Turismo (Deotur) expuseram aos gestores públicos de 24 Unidades da Federação presentes, ações voltadas à preparação de destinos para a atividade.

Entre as ações apresentadas estavam a atração de investimentos, a concessão de crédito por meio do Fundo Geral de Turismo (Fungetur) e do Prodetur Nacional, bem como a formatação de produtos e elaboração de planos de marketing. Presente ao encontro, o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Henrique Pires, defendeu união de esforços pelo desenvolvimento do setor. “Se você não tiver um local estruturado para receber bem o turista, ele não retorna. E os interlocutores estaduais são fundamentais nesta construção. A nossa Secretaria está aberta para atuar como um instrumento de fomento”, informou.

A pauta também incluiu assuntos como a categorização de municípios turísticos; a lei do Novo Marco Regulatório (nº. 13.019/14) que normatiza parcerias entre a administração pública e organizações civis, além da atualização do Mapa do Turismo Brasileiro.

O mapa, ferramenta que norteia a definição de políticas e o repasse de recursos pelo MTur, encontra-se em processo de atualização. O diretor do Deotur, Rogério Cóser, destacou que os interlocutores podem estimular adesões. “Há necessidade de conscientizar os gestores do porquê de participar do mapa. O objetivo é que, lá na base, eles informem que a inclusão permite vários benefícios”, explicou.

Técnicos do ministério detalharam o procedimento de atualização do Mapa, cuja primeira etapa termina no próximo dia 31 de maio. Os gestores terão até o fim de maio para reunir os documentos necessários e realizar oficinas regionais e estaduais.

Flávia Ribeiro, diretora de Descentralização e Regionalização do Turismo da Secretaria de Turismo de Minas Gerais, citou vantagens do trabalho conjunto com o MTur. “A expectativa agora é trabalhar de forma mais alinhada e casar ações entre os municípios e o ministério. Hoje a gente percebeu que há várias possibilidades a serem construídas quanto a isso”, relatou.

Pelo cronograma de atualização do Mapa, a partir de 1° de junho começa o prazo de inserção dos dados no Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo e de validação das regiões definidas por fóruns e conselhos de Turismo. O processo de revisão termina em 31 de julho.


Crédito: Gustavo Messina/ MTur

COLABORAÇÃO - O encontro também teve a participação de Isabel Barnasque, coordenadora-geral de Turismo Responsável do MTur. Ela expôs o trabalho do órgão no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes e pediu apoio no sentido de disseminar campanhas. “É importante ter os interlocutores do Programa de Regionalização também como interlocutores das ações de turismo responsável, para que cheguem a todos os municípios”, justificou.

Nesta quinta (18), Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Ministério lançou o terceiro vídeo de uma série que busca conscientizar quanto à prevenção de crimes do tipo. O material, divulgado nas redes sociais da Pasta, ilustra consumidores em bares e restaurantes sendo servidos com talheres e utensílios infantis. A ideia é gerar estranhamento pelos participantes, assim como a violação dos direitos das crianças deveria causar.

registrado em:
Fim do conteúdo da página